Subscribe Us

Header Ads

Raul Seixas ao vivo na Praia do Gonzaga, Santos/SP - 1982

Raul Seixas na Praia do Gonzaga 1982

No dia 13 de fevereiro de 1982, a Praia do Gonzaga em Santos/SP, literalmente se transformou no caldeirão do inferno e não foi pelo calor do verão daquele ano, mas sim porque Rock do diabo explodiu nos P.As e o povo em massa dançava e cantava com ele, Raul Santos Seixas, vulgo Raul Seixas, Raulzito ou simplesmente maluco beleza, que nasceu em 1945 na cidade de Salvador, Bahia de todos os santos, para avisar ao mundo que o Brasil tinha acabado de conceber o Pai do rock nacional!

Compositor, multi-instrumentista, produtor musical, místico, filósofo... esse era Raulzito, que começou sua trajetória com a banda Raulzito e os Panteras e a partir da música Ouro de Tolo, mais que estourada nas paradas de sucesso, afirmou seu lugar na história com todo o protesto e sarcasmo nas letras, que podemos classificar como poesia.

Aluga-se e Como vovó já dizia são clássicos que fizeram a platéia presente na Praia do Gonzaga curtir o rock nacional, tendo como o maestro Raul Seixas, seu porta-voz, acompanhado por uma afiadíssima banda, desde a cozinha até os metais, ouvia-se o público cantando “Quem não tem colírio usa óculos escuros” e era de arrepiar!

Recado dado, as portas do misticismo e da poesia foram abertas com Abre-te Sésamo e Trem das sete, em meio aos gritos de sociedade alternativa, tão pregada por Raul.

Uma pergunta cabe aqui: Por que Raulzito e sua banda não fizeram parte do Rock in Rio em 1985? Uns dizem que ele foi discriminado e excluído da mídia musical, outros que ele não reconhecia o RnR como um festival digno, enfim... são histórias e boatos, mas mesmo não estando presente no festival, Raul Seixas é eterno na cultura nacional. Prova maior está em sua obra, pois para cada fã uma música tem uma história de vida. E a memória mantém a fidelidade do seu trabalho, que com maestria produzia cada música em estúdio e o ao vivo “era uma brasa”.

Metamorfose ambulante, Maluco beleza, Al Capone e Sociedade Alternativa levam o público ao delírio nesse clima de verão em um cenário perfeito para esta histórica apresentação: a praia!

Suas polêmicas observações eram sobre o cenário político, mistico ou simplesmente de que a vida que ele mais gostava era sentado na sua poltrona contemplando as diversas fases do universo. 

Infelizmente, nos deixou em 1989, tão precoce como ser humano, mas grandioso como artista. A maior consagração do mito está presente nos aplausos do público em seus shows, que ecoam mesmo depois de sua passagem, assim como um certo pedido que inusitadamente ouve-se ou aparece em faixas pelo mundo afora: “TOCA RAUL”. Ali percebemos: está presente um brasileiro ecoando sua voz!

Banda:
Palinha: guitarra
Pedro Jaguaribe: Baixo
Nonato Teixeira: Bateria

Setlist:
01 – Rock do diabo
02 – Aluga-se
03 – Como vovó já dizia
04 – Abre-te Sésamo
05 – Trem das sete
06 – Metamorfose ambulante
07 – Maluco beleza
08 – As aventuras de Raul Seixas na cidade de Thor
09 – Prelúdio
10 – Al Capone
11 – Sociedade alternativa

Postar um comentário

0 Comentários