Subscribe Us

Header Ads

Iron Maiden - Live After Death


Lançamento: 14 de Outubro de 1985
Gravação: 1984 – 1985
Gênero(s): Heavy Metal
Duração: 1:36:57
Gravadora: EMI
Live After Death foi lançado em 14 de outubro de 1985, como um registro da turnê mundial World Slavery Tour. Metaleiro que se preze que não tem em seu acervo este vinil duplo do Iron Maiden PEDE PRA SAIR! Todos os fãs da donzela de ferro ao escutarem este álbum ao vivo, cantam, se arrepiam, balançam a cabeça e renovam sua audição. A intro, com Churchill discursando é atemporal, pois Iron é história, nos faz parar no presente, visitar o passado e vislumbrar o futuro! A decolagem ao vivo começa com Aces High literalmente na velocidade do som! A sonoridade deste show nos transporta do aparelho de som diretamente para frente do palco, basta fechar os olhos e estar lá!

Um desfile de obras primas encanta uma plateia hipnotizada e alucinada gritando e cantando o tempo inteiro e recheia este álbum duplo com um dos maiores registros ao vivo de clássicas canções do Iron Maiden, unindo a banda e os fãs em um momento único de perfeita sintonia! Eu dispenso detalhes técnicos como “overdubs” ou maiores edições pois cabe aqui a história e não o manual da perfeição. Mas, falando em perfeição, Hallowed Be Thy Name é executada bem próximo disto e as atenções nesta música se voltam para um Steve Harris arrasador no contrabaixo. Estamos falando de um dos maiores músicos da história do metal, pois sua pegada típica nas cavalgadas é, sem sombra de dúvida, inigualável e como uma figura mitológica, sua pose com o pé em cima dos monitores “metralhando” o baixo mirado na plateia deveria ser esculpida em bronze! Adrian Smith e Dave Murray são uma dupla mais do que afinada, eles reproduzem os mais belos duetos de guitarra do mundo e são extremamente técnicos. Sua competência e fidelidade às composições são de um profissionalismo impressionante, tal qual a velha pontualidade britânica no chá das cinco! Mas... Que monstro é aquele no palco? Não é o Eddie, é a gigantesca bateria de Nicko McBrain! Meu amigo, estamos falando de batidas precisas, um metrônomo humano! Este músico é de uma extrema simpatia com os fãs, semelhante à sua técnica e pegada na bateria, enfim, tudo o que uma banda precisa, a cozinha perfeitaNicko e Steve, como se divertem! Faz parecer fácil tocar uma música do Iron

Em uma das faixas que mais gosto, tanto que este lado do meu LP deve estar quase transparente de tanto que já escutei, finalizamos aqui com Phantom of The Opera e me desculpem fãs, é difícil ser imparcial, pra mim é a melhor música do Iron sem sombra de dúvida, onde literalmente TODOS contribuem com o virtuosismo típico do Maiden, pois ela é uma sinfonia de acordes e riffs, é única! Caro leitor, Bruce Dickinson foi coroado neste show, concorda? Pois essa sirene nunca irá se silenciar e neste show, assistimos e ouvimos um vocalista eternizar sua presença de palco, afirmar sua extrema capacidade vocal e registrar um carisma que poucos vocalistas possuem, além de simplesmente substituir com competência e tornar-se até hoje insubstituível. Bruce Dickinson é a personificação da arqueologia musical, seu nome estará para sempre nos anais da história, tal qual Powerslave é um clássico, sua voz ecoará para sempre em nossos ouvidos. Um show do Iron Maiden é, literalmente uma ópera! Live After Death!

Formação: 
Bruce Dickinson - vocalista principal, guitarra na canção "Revelations" 
Dave Murray - guitarra 
Adrian Smith - guitarra, vocal 
Steve Harris - baixo, vocal 
Nicko McBrain - bateria

Faixas:

1."Intro: Churchill's Speech"  0:49
2."Aces High"  5:29
3."2 Minutes to Midnight"  6:06
4."The Trooper"  4:29
5."Revelations"  6:11
6."Flight of Icarus"  3:49
7."The Rime of the Ancient Mariner"  13:12
8."Powerslave"  7:34
9."The Number of the Beast"  4:37
10."Hallowed be Thy Name"  7:30
11."Iron Maiden"  4:21
12."Run to the Hills"  3:53
13."Running Free"  3:24

Faixas Bônus do relançamento de 1998:

14."Wrathchild"  3:07
15."22 Acacia Avenue"  6:19
16."Children of the Damned"  4:34
17."Die With Your Boots On"  5:15
18."Phantom of the Opera"  7:24

A introdução antes da faixa Aces High é uma frase de Winston Churchill, dita na Câmara dos Comuns em em 4 de Junho de 1940, durante os ataques da Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial:

"We shall go on to the end, we shall fight in France, we shall fight on the seas and oceans, we shall fight with growing confidence and growing strength in the air, we shall defend our Island, whatever the cost may be, we shall fight on the beaches, we shall fight on the landing grounds, we shall fight in the fields and in the streets, we shall fight in the hills; we shall never surrender!"

Postar um comentário

0 Comentários