Subscribe Us

Header Ads

Um furacão chamado Autumnal

Estávamos contando os dias para o Festival Under The Doom, afinal de contas veríamos Saturnus Mourning Beloveth muito antes do que esperávamos vê-los, quando nos mudamos para a Europa. E além destas duas bandas, ainda descobriríamos outras do estilo, coisa que adoramos fazer!

Autumnal arrasou no palco do RCA Club

O primeiro show do festival, na sexta-feira, dia 27 de fevereiro, ficou por conta dos portugueses da Bosque, com um som muito interessante. Foi uma pena eles terem tocado tão cedo e para tão pouca gente. Mas a grande surpresa do festival viria logo depois deles, um furacão que em apenas 40 minutos mostrou muito bem a que veio.
Já conhecíamos o primeiro álbum da banda espanhola Autumnal, o Grey Universe, de 2006, e gostamos bastante. Assim que soubemos que eles também tocariam no Under The Doom, fomos atrás do novo lançamento dos caras, o The End of the Third Day, de 2014. Um álbum com composições muito bem trabalhadas, que já na primeira música mostra logo a evolução da banda nestes 8 anos desde o seu debut. A ansiedade para vê-los ao vivo era grande!
Foi pouco antes das 22h que Javier de Pablo (vocal), Julio Fernandez (guitarra), Miguel Angelo Gutiérrez (baixo), Ricardo de Pablo (bateria) e Oscar Martin (novo guitarrista que entrou na banda recentemente, deixando Pablo mais livre nos vocais) subiram ao palco do RCA Club, em Lisboa, para apresentar o que viria a ser um dos melhores shows do festival. 

Eles abriram com a música que inicia o novo álbum, A Tear from a Beast, que tem um video-clipe muito bem produzido. A performance de todos eles, especialmente de Javier de Pablo, foi um prato cheio para os fotógrafos, inclusive eu, que não conseguia parar de clicá-los um segundo, enquanto sentia toda a potência sonora da banda.

O performático vocalista Javier de Pablo
Infelizmente, eles tiveram muito pouco tempo de palco (40 minutos não é nada para uma banda de doom metal). Mesmo assim, eles escolheram muito bem o repertório e fizeram um show pesado e belo, uma mistura de potência e melodia perfeita. O destaque do show ficou para The Storm Remains The Same, uma verdadeira tempestade auditiva, fazendo todos os presentes baterem cabeça conjuntamente.
Estavam todos muito bem no palco
Para encerrar o curto e impetuoso show, eles tocaram As Soon As You Die, Kill Me, a excelente primeira música do primeiro álbum. Muito redondos, entrosados e profissionais no palco, o Autumnal deveria ter tido um maior destaque dentro do festival. Ao vivo, eles já deixam o lugar de promessa do doom metal e podem ocupar o pódio de melhores bandas do estilo!

Postar um comentário

0 Comentários